título

Alunos na Lunda Sul proibidos de levarem mochilas

Os alunos do primeiro e segundo ciclo de ensino das escolas de Saurimo foram proibidos, nesta segunda-feira, pelo Gabinete Provincial da Educação da Lunda Sul, de levarem pastas e mochilas às escolas, uma medida para se evitar a entrada de objectos cortantes e substâncias tóxicas.

Pretende-se, com esta estratégia, combater as constantes movimentações de pessoas não autorizadas nos recintos escolares e garantir a segurança dos alunos e professores nas escolas.

 

Em declarações à imprensa,  o director do Gabinete Provincial da Educação da Lunda Sul, Perfeito Candondolo, explicou que os alunos levam consigo facas, drogas e outras substâncias, colocando, muitas vezes, em risco, a segurança e a vida dos utentes dos estabelecimentos de ensino.

 

Sublinhou que a decisão é interna e durará, numa primeira fase, seis meses para se avaliar o grau de segurança, e na segunda, logo que se contratarem seguranças escolares, far-se-á revistas para alunos que carregarem mochilas.

 

Perfeito Candondolo afirmou que a o Gabinete Provincial da Educação está a trabalhar com o Serviço de Investigação Criminal (SIC), para encontrar os estudantes e encarregados que há duas semanas vandalizaram duas escolas.

 

O município de Saurimo conta com 156 escolas, onde estudam 133 mil e 723 alunos. Mil e quinhentos e vinte três professores garantem o processo a 54 mil 374 crianças de 54 escolas do ensino primário.

 

 

SAPO/Angop

04.11.2019