título

Covid-19: Educação quer pais a ajudar crianças nas tele-aulas

O director da educação na província do Cunene, Domingos de Oliveira, pediu hoje, quinta-feira, em Ondjiva, aos pais a ajudar filhos a tirarem maior aproveitamento nas tele-aula ao domicílio, transmitida no canal 2 da Televisão Pública de Angola (TPA).

As tele-aulas servem para atender a necessidade de reforçar o processo de ensino e aprendizagem dos alunos do subsistema do ensino geral, enquanto durar o período de Estado de Emergência decretado para travar a proliferação da Covid-19.

 

Em declarações à Angop, Domingos de Oliveira,  disse que os encarregados de educação devem prestar maior atenção a essas aulas, registarem os conteúdos ministrados e revisarem com os pequenos.

 

Aconselhou as famílias que não têm televisão em casa a acompanhar  as  aulas partir da Rádio Nacional, nos horários entre 10 a 11 horas e 14 a 15 horas de cada dia.

 

A transmissão de tele-aulas, através da emissão de conteúdos didácticos, resulta de um protocolo de cooperação rubricado no princípio deste mês, entre o Ministério da Educação (MED) e a T.PA.

 

A província do Cunene  matriculou no ano lectivo de 2020 um universo de  235 mil e 107 alunos, distribuídos em 868 escolas, sendo  792  do ensino primário, 56 do primeiro ciclo e 20 do segundo ciclo. Os mesmos estão assegurados por seis mil e 298 professores.

 

 

SAPO/Angop

23.04.2020