título

Falta de técnicos condiciona projecto Meu Kamba em Saurimo

A falta de técnicos especializados está a condicionar a implementação do projecto Meu Kamba nas escolas do município de Saurimo (Lunda Sul), revelou hoje, quinta-feira, o chefe do departamento de educação, ensino, ciência e tecnologia e inovação do Gabinete Provincial da Educação, Óscar de Fátima.

Em declarações à Angop, o responsável disse que os seis técnicos aguardam pela formação do Ministério da Educação para manusearem os equipamentos e garantir a formação dos alunos.

 

O Gabinete Provincial da Educação recepcionou, em 2015,  42 computadores, armários, unidades de processamento, routers, servidores e quadro interactivo com projector.

 

Óscar de Fátima informou que caso se ultrapasse a situação, os meios informáticos serão distribuídos, na primeira fase, em três escolas selecionadas em Saurimo, nomeadamente 11 de Novembro, Nº 4 e Luavur, beneficiando um total de 405 alunos da 4ª, 5ª e 6ª classe.

 

Enquanto a segunda fase será extensivo aos municípios do Dala, Cacolo e Muconda, quando o Ministério da Educação dispor de mais meios e formar técnicos suficientes para o efeito.

 

Os meios servem para a promoção e o desenvolvimento das crianças e adolescentes na utilização de tecnologias de informação nas salas de aulas, desde cedo.

 

O projecto Meu Kamba abrangeu já 12 das 18 províncias do país, em benefícios de 28.392 alunos.

 

Está implementado em 92 escolas do ensino de base das províncias do Zaíre, Bengo, Uíge, Luanda, Cuanza Sul, Huambo, Namibe, Benguela,Bié, Huíla, Cuando Cubango, com 169 salas de aulas equipdas e 475 professores capacitados.

 

Existente desde 2014 o projecto “Meu Kamba”, é uma promoção do Executivo angolano que está a ser implementado pela Companhia Nacional de Computadores e Sistema de Informação.

 

SAPO/Angop

13.09.2018