título

Insuficiência de salas reduz vagas na Escola Superior Politécnica no Cuanza Norte

A Escola Superior Politécnica do Cuanza Norte regista, no presente ano académico, uma redução do número de vagas para admissão de novos estudantes devido a insuficiência de salas de aulas e de professores.

Para o presente ano estão disponíveis apenas 620 vagas para os cinco cursos ministrados na instituição, nomeadamente Administração Pública, Informática de Gestão, Contabilidade e Gestão, Análises Clínicas e Electrotecnia.

Em 2018, a instituição, que conta com 14 salas, registou a admissão de 800 novos alunos.

Falando à imprensa, o vice-decano para a área académica da instituição, Victor da Silva Morais, avançou que a não conclusão das obras de ampliação das infra-estruturas da instituição, com mais oito salas de aulas, impede o aumento do número de vagas.

As obras de ampliação da escola começaram em 2014 e que segundo garantias do governo provincial têm o mês de Fevereiro de 2019 como prazo para o fim da obra.

Três mil e 324 estudantes frequentaram o ano académico transacto na Escola Superior Politécnica do Cuanza Norte inaugurada a 11 de Abril de 2011. Já lançou mais de 500  licenciados no mercado de trabalho durante os sete anos de existência.

A Escola Superior Politécnica do Cuanza Norte é uma unidade orgânica afecta à  Universidade Kimpa Vita com sede na província do Uíge e que compreende a 7ª  região académica do país.

Angop|10|01|2019