título

Campanha Slice of África angaria em Angola mais de 600 mil Kwanzas para promoção da Leitura

Publicado dia 15 de Outubro de 2018 Voltar à página de Eventos

Após o lançamento do projecto a 5 de Abril, o Slice Of África – projecto da Pizza Hut que visa incentivar as crianças à leitura, envolvendo os consumidores da Marca Pizza Hut, no desafio de combate ao analfabetismo – chegou ao fim com a entrega, no passado dia 12 de Outubro, do donativo angariado.

De acordo o comunicado, a consubstanciados em mais de 600 mil Kwanzas, o donativo angariado foi entregue aos Responsáveis do Complexo Escolar Irmão Carlos Tesché/Escola das Caritas Angola (6008), no Golfe 1. A instituição de ensino primário foi a identificada, nesta primeira edição, para ser contemplada pelo projecto.

 

O evento de entrega dos donativos contou com a presença do Vice Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ibersol, Dr. António Alberto Guerra Leal Teixeira, do Dr. Geral da Ibersol Angola, Eng. José Santos Cunha, Responsáveis da Pizza Hut Angola e do Director Geral da Caritas Angola, Sr. Eusébio Abrantes. Cerca de cinquenta estudantes, com idades entre os cinco aos 10 anos, assim como alguns professores e o Responsável do Complexo escolar Sr. António de Jesus Miranda, testemunharam a cerimónia.

 

Parceiro do projecto, o Centro de Apoio Pedagógico Rota do Saber também se juntou ao certame, oferecendo cerca de 200 manuais didácticos aos alunos da referida escola.

 

No terreno, aquando do seu lançamento, o Slice of África foi liderado por Ewan Davenport - Director Geral da Pizza Hut África – que percorreu os restaurantes da rede no continente, oferecendo caixas de leitura, as denominadas “Caixas de Leitura Vermelhas” (Red Reading Boxes), com o claro desafio de combater o lamentável número de 268 milhões de pessoas analfabetas que África verifica.

 

Lembrar que a nível continental, 14 cidades africanas de 12 países foram contempladas por este projecto de responsabilidade social, que entre outros, passou pela Cidade do Cabo, Accra, Djibouti, Durban.

 

 

SAPO

15.10.2018

Partilhe: Facebook Twitter